História de Amor - Fran e Nicholas

História de Amor - Fran e Nicholas

08/09/2015  ·  Ensaio Casal

A segunda História de Amor escolhida, mas não menos importante foi a da Fran e do Nicholas, e uma das coisas que me fez escolhê-la foi o fato dele, o Nicholas, ter escrito a história junto com a sua namorada Fran. Geralmente os homens fogem das fotos, suas esposas, noivas e namoradas que as querem muito, mas neste caso o fato dos dois terem escrito o e-mail me fez imaginar o quanto essa história merecia uma atenção especial.

Agora fica aqui um pouquinho da História de Amor da Fran e do Nicholas...

Deus, você e eu...
Nicholas - Tudo começou em um sábado a tarde em meados de julho de 2013. Em um retiro espiritual eu orava para Deus me abençoar com uma namorada, que fosse a mulher da minha vida, então Jesus deu-me uma visão da mulher a qual Ele havia separado para mim, eu vi uma menina loira, com bochechas grandes em pé cheia de malas em volta e sorrindo em um aeroporto. Um ano e meio depois desse acontecimento em outubro, eu estava entediado, então comecei a usar um aplicativo de relacionamentos para celular com a intenção somente de distrair a cabeça. Eu troquei mensagens com algumas meninas mas nenhuma manteve o meu interesse de conversar por mais de 10 minutos, até que no dia seguinte uma em específica chamou a minha atenção pelas fotos dela. Começamos a conversar e conversar até que minutos se transformaram em horas e continuamos conversando até anoitecer e até amanhecer, mas uma coisa tinha me chamado atenção nas fotos pois pareciam diferentes umas das outras mas não falei nada. No dia seguinte eu mencionei para a pessoa com quem conversava que sabia que era um fake e pedi para me mandar uma foto de quem ela era de verdade, pois apesar das fotos serem falsas tinha sido a única quem conseguiu manter a minha atenção em uma conversa bem flexível. A Fran como se chamava revelou seu nome e a sua verdadeira aparência para mim, quando eu vi sua foto verdadeira fiquei encantado, pois, era muito linda, ela também me contou sua história. Ela estava em um relacionamento de 3 anos, já noiva e infeliz no relacionamento, conversamos até o final do dia novamente então nos despedimos. Nesse momento eu já estava começando a gostar da pessoa que ela era, pois estudava para se formar professora e em seus estágios trabalhava com crianças, como eu faço trabalho voluntário em orfanato me identifiquei. Mas depois de saber a verdade sobre ela, tive que tomar uma decisão, como não havíamos nos adicionado no facebook ou whatsapp e o único meio de comunicação era esse aplicativo o qual usávamos eu resolvi excluir o aplicativo e nunca mais falar com ela pois a Fran era uma mulher comprometida, então fui dormir com a consciência limpa. Após o começo do novo dia estava almoçando com o meu pai quando começo a receber varias e varias mensagens por sms e whatsapp, mandadas pela Fran. Começamos a conversar novamente e disse a ela que não poderia me envolver com alguém comprometido até que ela resolveu terminar seu noivado para que pudéssemos nos relacionar, ela então me explicou que achou meu número nas nossas conversas no aplicativo que usávamos mas que antes não havia salvo. Novamente nos falamos direto até dormirmos, mas durante essas conversas Fran mencionou que havia orado para Deus separar alguém para ela e por na vida dela tal pessoa, no momento em que ela me disse isso lembrei-me de uma oração a qual tinha feito a uns 3 meses antes pedindo para Deus confirmar para mim quando Ele enviasse a minha prometida por ela me dizendo que havia orado para Ele enviar alguém à ela, a confirmação ficou clara, ao mesmo tempo a visão a qual havia tido um ano e meio antes novamente veio a minha mente, então me dei conta, de que a Fran foi a mulher separada para mim. Continuamos a nos falar até sexta feira quando ela me disse que ia para a casa do noivo e que ia terminar com ele mas não sabia como faria, então ela dormiu lá de sexta para sábado sem se envolver com ele intimamente pois achava tempo para me mandar mensagem a todo o tempo; sábado de manhã ela tomou coragem, terminou seu relacionamento e voltou para casa feliz por agora poder começar um novo capítulo em sua vida, eu fiquei extremamente feliz assim que ela me contou, foi a primeira vez que disse a amava! Apesar de vir sentindo esse amor ao decorrer da semana.
Demos prosseguimento as nossas conversas e começamos a fazer planos de nos encontrar, ela mora na cidade de Sapucaia e eu em Petrópolis, no estado do RJ. Estava completamente feliz e entusiasmado por ela ter escolhido a mim acima de um relacionamento de 3 anos e acima de qualquer outra pessoa pois agora ela não estava mais comprometida e o meu amor por quem ela é crescia todos os dias. Ao decorrer da segunda semana se comunicando todos os dias horas e horas, concordamos que no próximo final de semana ela viria para a minha casa me conhecer. Sexta-feira o dia em que ela chegaria, eu estava nervoso, feliz, preocupado e entusiasmado ao mesmo tempo, muitas duvidas corriam em minha cabeça mas ao mesmo tempo algo dizia em meu coração que tudo daria certo! Fui ansiosamente busca-la na rodoviária de Petrópolis, fiquei uns 10 minutos sentado esperando seu ônibus chegar, quando chegou fiquei ansiosamente olhando para cada pessoa que descia os degraus mas nada dela, até que depois de todos os outros passageiros haverem saído ela desceu, meu coração disparou, quando a vi na minha frente meu coração estava certo de que a amava e que era ela o meu amor. Dei um forte abraço nela e conversamos timidamente até chegarmos em minha casa. Quando chegamos ficamos sentados no quarto conversando e conversando, eu estava encantado com sua beleza e seu jeito tímido de ser, nunca houve, não há e jamais haverá outra mulher que se iguale a ela, tão perfeita e sublime, que somente a sua presença te deixa inquieto e sereno, ansioso e tranquilo, com medo mas em paz, tudo isso ao mesmo tempo. Até que meus olhos tomaram o lugar de minhas palavras e não conseguia mais emitir nenhuma palavra, somente admira-la, observava enquanto seu rosto ficava vermelho, seus olhos lindos simetricamente redondos, serenos, cheios de vergonha e paixão encontravam os meus, ela também cessou suas palavras e nossos lábios se aproximaram para o mais doce, quente, extasiante, apaixonante e alucinante beijo da minha vida! Após esse beijo histórico não poderia fazer nada mais e nada menos do que pedi-la em namoro, meu primeiro namoro em toda a minha vida, aos 22 anos nunca havia namorado antes pois nunca havia me apaixonado de verdade até esse momento. Da linda e perfeita boca dela saíram as mais açucaradas palavras do mundo "sim". O nosso primeiro final de semana juntos começou da melhor maneira possível, cada momento ao lado da Fran me deixa mais apaixonado e admirado por ela, meu amor cresce a cada segundo que estou com ela, até que chegou ao ponto de não ser possível expressar esse sentimento que me deixa com o coração na boca a todos os instantes, durante esses 3 primeiros dias com ela descobri uma realidade completamente nova, a realidade de estar no calor dos seus braços, da doçura e paixão de seus beijos, de segura-la fortemente e saber que esse amor era correspondido e que ela também sentia a mesma coisa. Quando chegou o domingo e ela teve que voltar para casa, eu sabia que a minha primeira namorada seria a única, pois é impossível sentir tal amor por mais de uma pessoa ao longo da vida.


Fran--Bom, quando eu Fran estava indo para a cidade de Petrópolis, minutos se tornaram horas dentro do ônibus, eu estava muito ansiosa e com medo também. Eu fui a última pessoa a descer do ônibus, é como se eu tivesse perdido os movimentos das minhas pernas, eu não conseguia levantar, quando vi que só estava eu sozinha dentro do ônibus e vi que não tinha outro jeito, eu desci do ônibus, com muita vergonha. Quando eu descia as escadas do ônibus já dava para vê-lo, ele estava com uma camisa rosa e uma bermuda. Quando eu desci do ônibus ele veio em minha direção e me abraçou bem forte. Eu não conseguia olhar para ele, pois a vergonha que eu estava sentindo era muito grande. Entramos no carro para ir para a casa dele e adivinha quem estava dentro do carro ? O pai dele, rs .. A minha timidez só aumentou, chegou em um certo momento que a única coisa que eu conseguia fazer, era respirar. Quando começamos a subir o condomínio onde ele morava, eu só via mato, mato de um lado e mato do outro, rs .. Desde então, coisas horríveis se passaram pela minha cabeça, cheguei a pensar que eu estava sendo sequestrada e que aqueles dois homens dentro do carro iriam me fazer algum mal, rs .. Mas eu estava tão feliz de estar ali com ele que o medo foi passando e eu percebi que aquelas coisas que eu estava pensando era viagem da minha cabeça, rs .. Em fim chegamos na casa dele, eu desci do carro e ele me conduziu até o quarto dele para conversarmos, em seguida ele fechou a porta, no momento em que ele fechou a porta o medo que eu estava sentindo voltou por alguns minutos, mas ai ele sentou ao meu lado e começou a me olhar fixamente, o medo passou e a timidez se fez presente, rs.. A minha timidez naquele momento era muito grande, só não era maior que a minha vontade e a minha felicidade de estar ali. Em seguida ele me deu um beijo, um beijo calmo, sereno, um beijo que me trouxe toda a paz do mundo! Em seguida ele me pediu em namorado, e eu achei a coisa mais fofa do mundo, o final de semana não poderia ter sido melhor. Ele escreveu uma carta para eu ler no ônibus, quando eu estivesse voltando para casa, e nessa carta ele falava de uma visão que Deus deu para ele, uma visão minha, desde então eu comecei a ver o agir de Deus nesse relacionamento, pois eu havia orado muito e pedido muito para Deus me libertar do meu relacionamento antigo, conturbado e me mandar uma pessoa boa. Depois disso eu comecei a frequentar a igreja evangélica junto com ele, desde então Deus começou a trabalhar no meu coração, eu sentia um incômodo muito grande por não ser batizada, e esse incômodo era Deus que estava trabalhando na minha vida. Eu batizei e hoje eu e o Nicholas temos uma relação santa e pretendemos nos casar.